BARRAQUEIRO RELATA AÇÃO ABUSIVA DO INEA NA PRAIA DO FORNO

Wilyam Quintanilha, que trabalha há 15 anos no trecho e é reconhecido por realizar ações de preservação e limpeza no local, teve todo o equipamento de trabalho confiscado e destruído sem ao menos ser notificado ou receber justificativas por parte dos agentes do Instituto Estadual do Ambiente


Wilyam Quintanilha, que trabalha há 15 anos na Praia do Forno, em Armação dos Búzios, e que se tornou conhecido pelos frequentadores do local por realizar uma série de ações de preservação e limpeza no trecho onde atua, afirma ter sido vítima de uma ação abusiva realizada pelo Inea no início desta semana.

De acordo com o barraqueiro, ele teve todo o material de trabalho, incluindo um barco, confiscado e destruído sem receber nenhuma notificação oficial ou justificativa por parte dos agentes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Na ação, lixeiras e placas de sinalização instaladas pelo barraqueiro ao longo dos anos também foram apreendidas.

“Eu limpo e varro à praia todos os dias, fiz placas com informações turísticas e sou tratado desta maneira. Perguntei ao Marcelo Morel (novo chefe do Parque Estadual Costa do Sol / PECS) qual procedimento teria que fazer para reaver meu material, e ele me tratou de forma truculenta e mandou eu buscar um advogado para tratar o caso. Isso é absurdo” - desabafou Wilyam Quintanilha.


Categoria:Buzios News

Deixe seu Comentário