Instalação de feira com preços populares gera prejuízo aos comerciantes de Búzios

Empresários afirmam que concorrência desleal esvaziou o comércio e resultou em fechamento de lojas


Pelo terceiro ano consecutivo, a Feira do Brás, com artigos a preço quase de custo vindos de São Paulo, se instalou durante a alta temporada em Armação dos Búzios, causando impacto direto ao comércio local.

De acordo com os empresários, a estrutura, montada após o Natal em um terreno na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, em Manguinhos, e que deve ficar no balneário até o final do Carnaval, fez com que as lojas do centro e bairros adjacentes ficassem vazias durante o período considerado crucial para a sobrevivência do comércio buziano.

Vale ressaltar que grande parte dos comerciantes de Búzios buscam seus produtos justamente em São Paulo, mas precisam arcar com uma série de despesas para que as mercadorias estejam disponíveis ao consumidor buziano durante todo o ano.

"Não tem como fazer comparação de preço porque eles são os produtores. Nós vamos em São Paulo fazer nossas compras, temos despesas com transporte e para manter nosso comércio com aluguel e impostos. Os comerciantes de Búzios estão revoltados. Já cogitamos fazer passeata e até colocar fogo em pneu para tentar chamar atenção das autoridades. Esses mesmos feirantes tentaram montar essa estrutura em outros lugares da região e foram barrados, porque é uma concorrência desleal. Se fosse durante um final de semana, tudo bem, mas três meses, o verão inteiro, aí não dá” – desabafou um comerciante que preferiu não ter a identidade revelada.


"Se for no Centro, Cem Braças e Rasa, qualquer comerciante vai afirmar que as vendas estão piorando a cada ano. Tenho colegas, com lojas de biquinis e bijuterias, que acabaram fechando as portas em função dessa concorrência desleal. Esses comerciantes de São Paulo não tem pena, e a cada ano a estrutura deles cresce enquanto o comércio local padece" - lamentou outro empresário buziano.


O Buzios News entrou em  contato com a Associação Comercial e Empresarial de Búzios (ACEB) e com a Prefeitura do município durante a tarde da última sexta-feira (25) e no decorrer desta segunda-feira (28), mas até o fechamento desta matéria, às 19h de segunda, não tivemos retorno.

Categoria:Buzios News

Deixe seu Comentário